Viver em um mundo de maravilhas traz consequências reais

0
257
Visualizações

– Ana, de 15 anos, foi ao consultório fazer um teste de gravidez por insistência de sua prima. Ela tinha certeza que não estava grávida porque ele sempre “gozou fora”.

– Joana, de 15 anos, e com um bebe nos braços, foi ao consultório, preocupada porque “apareceram umas bolinhas em seus genitais”.

– Raul, de 20 anos, desabou no consultório pedindo que fizessem exames porque uma de suas múltiplas companheiras sexuais lhe contou que era HIV positivo.

– Maria de 14 anos, vivia em um lar para meninas órfãs, chorava e gritava enquanto paria seu bebe de nove meses, quem tinha um par de dias morto dentro de seu ventre.

– Raquel, de 25 anos, com um importante retardo mental, não podia sequer dizer seu nome, nem sua idade, mas chegou para parir seu sétimo filho.

– Amanda, de 17 anos, mãe de um menino que o pai biológico é o seu padrasto, chegou a parir seu segundo bebe produto de uma relação com um homem de 34 anos.

– Mario, de 17 anos, quem não queria falar na frente de seus pais, foi ao consultório porque “cheirava mal e saia como pus”.

– Isabel, de 13 anos, chegou acompanhada de seu noivo de 15 anos para ter seu bebe.

– Nicole, de uma semana de nascida e com muitos problemas de saúde, foi abandonada no hospital pela sua mãe adolescente.

– Juan, de 18 anos, entrou no hospital com um câncer de garganta produto do vírus papiloma humano.

– Tânia, de 16 anos, chegou à emergência depois de uma tentativa de suicídio, sua tia conta que no colégio a incomodavam muito porque a chamavam de sapatona.

– Luísa, de 14 anos, ia fazer seu primeiro Papanicolau, mas tinha vergonha que o medico veja seus genitais, mas já tinha tido três parceiros sexuais.

… E assim fui testemunha de tantas historiastodo o produto de uma sociedade desinformada e na que “Deus nos salve falar sobre sexualidade”.

Se esta publicação te ofende ou acha inapropriado o que digo, tem mais uma razão pela que é necessária à educação sexual neste país!

Em vez de criticar, temos que ajudar a educar.

Autor desconhecido.