Como você contrai o HIV? 

0
1822
Visualizações

Como saber se sou soropositivo para o HIV? 
É muito difícil para você saber quando se infectou pelo HIV porque a maioria dos sintomas iniciais da infecção se confunde com os de outras doenças. Algumas pessoas têm febre, sentem dor de cabeça, de estômago, nos músculos ou nas articulações e são acometidas de inchaço nas glândulas linfáticas (ínguas) ou rash cutâneo (coloração avermelhada da pele) durante uma ou duas semanas. A maioria das pessoas pode pensar que é uma gripe. Outras pessoas não sentem nenhum sintoma. Portanto, o teste anti-HIV é o único meio eficaz e seguro de você saber se é HIV positivo ou não. O vírus multiplica-se em seu corpo por semanas, ou até meses, antes que seu sistema imunológico responda efetivamente. Durante este tempo, o resultado do teste pode ser negativo para o HIV (janela imunológica), mas você já está em condições de infectar outras pessoas. Quando seu sistema imunológico começa a responder e a criar anticorpos (e o seu teste dá positivo), você torna-se soropositivo para o HIV ou HIV positivo – soro conversão. Mesmo apresentando ou não os primeiros sintomas (síndrome de soro conversão), algumas pessoas se sentem saudáveis durante muitos anos. Mas durante este tempo o HIV continua multiplicando-se e danificando progressivamente o sistema imunológico. Uma maneira de medir o quanto danificado está seu sistema imunológico é fazer uma contagem de suas células CD4+. Estas células, também conhecidas como células “T auxiliadoras”, são partes importantes de seu sistema imunológico. Normalmente, a pessoa “HIV negativo” possui entre 500 e 1.500 células CD4+ por milímetro cúbico de sangue. Sem o tratamento adequado, a quantidade de células CD4+ irá diminuir progressivamente e você poderá desenvolver sinais da doença, tais como febre, emagrecimento, suores noturnos, diarreia ou inchaços nos nódulos linfáticos (ínguas) que se situam na cabeça, pescoço, axilas, na região genital etc. Caso não esteja em acompanhamento, é hora de procurar um médico experiente em assistência a pacientes com HIV/AIDS.

Como eu sei se tenho AIDS?

A infecção por HIV converte-se em AIDS quando você faz um exame de células de defesa CD4+ e o resultado é abaixo de 200 células por mililitro cúbico de sangue, ou quando você apresenta sintomas e desenvolve uma infecção oportunista. Existe uma lista das infecções oportunistas que é publicada pelo Centro de Controle de Doenças. As mais comuns são:
Pneumonia por pneumocistiscarini ou pneumocistose, uma infecção pulmonar. Sarcoma de Kaposi, um câncer que ataca mais comumente a pele, mas pode afetar outros órgãos;
CMV (citomegalovirose), uma infecção que normalmente afeta os olhos, mas também pode atacar outras partes do corpo;
Candidíase, uma infecção que pode causar placas brancas na boca ou problemas na garganta, na vagina e no pênis.
A AIDS também inclui em seu quadro a perda de peso corporal, tumores no cérebro (estágio avançado) e outros problemas de saúde, além das infecções oportunistas. Sem tratamento pode levá-lo à morte. Lembre-se que, desde 1996, a terapia anti-retroviral altamente potente reduziu em torno de 50% o número de mortes por AIDS. A síndrome manifesta-se de forma diferente em cada pessoa infectada.

Existe cura para a AIDS?

Atualmente não existe cura para a AIDS. Existem medicamentos denominados anti-retrovirais (ARV) que podem retardar o progresso da doença e reduzir a velocidade do dano ao seu sistema imunológico. Estes medicamentos diminuem a replicação viral, porém, não conseguem tirar todo o vírus do seu corpo. Também existem medicamentos para prevenir e tratar infecções oportunistas. Estes medicamentos funcionam bem, na maioria dos casos.